27 de junho, 2015 - 00h00

Mistura de sons e encontro exclusivo

FESTIVAL > jun 2015

Segunda noite do Festival Sonido leva mais quatro shows ao Mercado Francisco Bolonha

 

O Festival Sonido – Música Instrumental & Experimental começou ontem, levando uma viagem multissensorial ao Mercado Francisco Bolonha, no Ver-o-Peso, com shows e projeções em video mapping.

A programação começou com carimbó, rock e influências de jazz e hoje a mistura de sons continua com The Authoritarian Project, Árvore Ar, Sebastião Tapajós & Manoel Cordeiro e La Cumbia Negra (SP).

Na abertura da segunda noite de Festival, o The Authoritarian Project faz sua estreia ao vivo. Criado por Reebs Carneiro em 2013, utiliza técnicas de produção da música eletrônica para trabalhar guitarras e vocais em versões digitalizadas numa sonoridade densa de referências variadas.

Em seguida, o grupo Árvore Ar leva ao palco do Mercado a pesquisa que já vem desde 2008 unindo curimbó e caixa de marabaixo a instrumentos artesanais feitos de objetos como bandeja, botijão de gás e chaleira. O idealizador, Rafael Barros, e mais Franklin Furtado, JP Cavalcante e José Maria Bezerra passam pelos batuques da região amazônica alternando momentos contemplativos e a explosão dos tambores.

            Encerrando o sábado, o grupo La Cumbia Negra garante incendiar o público com um show dançante. A sonoridade conduzida pela cúmbia peruana, também conhecida como chica, incorpora ainda o fuzz das guitarras, a psicodelia e doses de carimbó e guitarrada. A banda traz o produtor Carlos Eduardo Miranda na percussão e membros de outros grupos conhecidos no cenário instrumental, como o guitarrista Gabriel Guedes, que integrava a Pata de Elefante.

 

Gigantes da música paraense – A noite de hoje do Festival Sonido também vai apresentar um encontro de dois grandes nomes da música paraense que promete ser memorável: Sebastião Tapajós e Manoel Cordeiro. O show montado exclusivamente para a ocasião traduz um dos aspectos conceituais do Festival, que é a ideia de promover a colaboração entre artistas com mistura de estilos.

Músico e produtor respeitado Brasil afora, pioneiro da lambada e grande pesquisador dos ritmos amazônicos, Manoel Cordeiro fala da satisfação de fazer parte do Sonido: “Eu ‘tô’ muito feliz de participar desse festival, por ser instrumental e experimental. Há muito que eu queria, acho que é o primeiro festival desta natureza que eu participo, e eu ganhei um presente da organização, de ter convidado o Sebastião Tapajós pra fazermos juntos”. Ele acrescenta que “é um sonho de criança tocar com ele, porque a gente sabe da importância e do talento que ele é. Pra mim o Sebastião tem o status de virtuoso, de gênio, pela forma como ele toca, mesmo sendo um concertista de música clássica, ele tem um jeito de tocar que é muito da Amazônia e muito marcante”.

Se a força e o porte dos dois artistas já dão motivos suficientes para que se espere um grande show, Manoel dá mais razões para o público se entusiasmar: “Eu ‘tô’ ainda extasiado, ensaiando nós parecíamos dois jovens músicos que vão estrear daqui a pouco, aquele vigor, aquela alegria, a gente não perdeu a vontade de tocar, a vontade de inovar, de inventar, a gente até fez uma música especial pro evento.”

Os shows começam às 19h, com entrada gratuita, e além de curtir a música, o público vai ter a oportunidade de visitar e apreciar a arquitetura do Mercado Francisco Bolonha fora do horário de funcionamento regular. O Festival Sonido vai até amanhã, com apresentações de Projeto Secreto Macacos, Strobo & Márcio Jardim, Anjo Gabriel (PE) e Guizado (SP).

A realização é da Se Rasgum Produções, que pretende manter o evento no calendário cultural de Belém e para esta primeira edição contou com o patrocínio do Banpará, através da Lei Rouanet e Ministério da Cultura.

 

Serviço: Festival Sonido – Música Instrumental & Experimental, de 26 a 28 de junho a partir das 19h, no Mercado Francisco Bolonha, no Ver-o-Peso. Entrada franca.

 

Programação completa por dia (ordem decrescente de apresentações):


27.06.2015 (sábado)

La Cumbia Negra (SP) 

Sebastião Tapajós & Manoel Cordeiro 

Árvore Ar 

The Authoritarian Project


28.06.2015 (domingo)

Guizado (SP) 

Anjo Gabriel (PE) 

Strobo & Márcio Jardim 

Projeto Secreto Macacos

 

Fotos: Renato Reis


<< Voltar